A esperança retratada pelas lentes dos estudantes Notre Dame
11 de novembro de 2021 Notícias, Portal

Desafiados a capturar imagens capazes de refletir como a comunidade passo-fundense se prepara para a vida pós-pandêmica, adolescentes promovem exposição fotográfica em espaço público

Agitando-se ao sabor do vento, os instantes eternizados em papel pelos estudantes da 3ª Série do Ensino Médio do Colégio Notre Dame eram um convite para que os transeuntes compartilhassem da sua expectativa acerca do futuro. Afinal, oportunizando que os adolescentes interagissem e atuassem socialmente, por meio da apropriação de diferentes linguagens, o projeto pedagógico “Passo Fundo Pós-pandemia: sob a lente da esperança, um desejo de recomeço” culminou com a exposição fotográfica realizada na Praça Notre Dame.

Antes de fixarem as imagens no cordão estendido ao longo do espaço público, no entanto, os jovens assistiram a uma palestra ministrada, por meio de plataforma digital, pelo professor assistente do curso de Licenciatura em Ciências Sociais da Universidade Federal da Fronteira Sul – campus Erechim, Clovis Schmitt Souza. Desse modo, compreenderam como o ambiente urbano oportuniza a análise sociológica.

Além disso, participaram de um bate-papo com os ex-alunos e empreendedores do ramo de produção audiovisual, Pedro Colnaghi e Cauã Gonzatto, durante o qual foram apresentados aos saberes técnicos que perpassam a captura de uma fotografia. Os educandos, por fim, foram desafiados a criar imagens autorais acerca de como a comunidade passo-fundense se prepara para a vida pós-pandêmica, redigindo uma carta aberta, na qual deveriam correlacionar conceitos de Sociologia com o aspecto por eles retratado.

Durante a mostra fotográfica, então, os adolescentes presentearam aqueles que circulavam no entorno da instituição de ensino com sementes de girassol carinhosamente depositadas em uma embalagem de papel. Dessa forma, convidavam os pedestres a prestigiar a exposição, a qual ainda celebrava os saberes construídos por meio da atividade pedagógica norteada pelo propósito de interseccionar conhecimentos relativos, também, às disciplinas de Filosofia e Redação.

Com esse gesto, conforme descreve a docente Cristiane Eugenio, os estudantes buscavam, igualmente, fomentar a fé em dias melhores. Afinal, a flor que se volta constantemente para o sol servia de exemplo para que a mãe espiritual das Irmãs de Notre Dame, Santa Júlia Billiart, transmitisse o seu ensinamento acerca de como postar-se diante de Deus.